Doença de Schamberg

schamberg

As dermatoses purpúricas pigmentadas incluem um espectro de doenças vasculares, geralmente de etiologia pouco clara, com vários aspectos clínicos, mas com algumas características histopatológicas comuns, como extravasamento de hemácias, deposição de hemossiderina (principalmente dentro dos macrófagos dérmicos), estreitamento do lúmen de pequenos vasos, edema endotelial e infiltrado perivascular linfocitário. Ocorrem predominantemente nos membros inferiores de adultos, mas podem acometer crianças. Alguns aspectos clínicos particulares permitem a divisão em variantes epônimas: doença de Schamberg, dermatite liquenóide purpúrica pigmentada de Gougerot-Blum, purpura annularis telangiectodes de Majocchi, púrpura semelhante a eczematídeo de Doucas e Kapetanakis e líquen aureus.
A doença de Schamberg apresenta lesões petequiais acastanhadas nos membros inferiores, porém acometendo ocasionalmente também os membros superiores e o tronco. Estas lesões são semelhantes à pimenta de Caiena. Ocorre um espectro de púrpura simples não-trombocitopênica, com um quadro histológico de inflamação e hemorragia sem necrose fibrinóide de vasos. O dano vascular e o extravasamento de eritrócitos são secundários a reações localizadas, mediadas por células T, na proximidade dos capilares dérmicos. 

Referências

  • Cavalcante, Maria Lopes Lamenha Lins, Masuda, Paula Yoshiko, Brito, Fernanda Freitas de, Pinto, Ana Cecília Versiani Duarte, Itimura, Gabriela, & Nunes, Adauto José Ferreira. (2017). Schamberg’s disease: case report with therapeutic success by using colchicine. Anais Brasileiros de Dermatologia92(2), 246-248.