Esporotricose

esporotricose

É uma infecção subaguda ou crônica, causada por fungos termodimórficos do gênero Sporothrix. É uma doença cosmopolita, ocorrendo preferencialmente em regiões tropicais e subtropicais, sendo considerada a micose subcutânea mais frequente na América Latina, onde é endêmica. Inicialmente, a lesão apresenta aspecto papulonodular, onde o fungo foi introduzido na pele, aparecendo entre duas a quatro semanas após o trauma. Depois, a lesão pode ulcerar e fistulizar drenando uma secreção purulenta, formando o chamado cancro da inoculação. As lesões, geralmente nódulos, progridem ao longo dos canais linfáticos regionais, para cima ou para baixo, dependendo do local anatômico, após algumas semanas. Posteriormente, esses nódulos podem ulcerar, fistulizar e cicatrizar, caracterizando uma goma. A forma cutânea fixa consiste em uma única lesão, geralmente semelhante ao cancro da inoculação, sem disseminação linfática regional. Em algumas ocasiões, a doença pode aparecer como úlceras maiores, com bordas bem definidas e emolduradas, ou lesões eritêmato-escamosas, papulopustulares, vegetativas, infiltrativas ou encrostadas.

Referências

  • OROFINO-COSTA, Rosane et al . Sporotrichosis: an update on epidemiology, etiopathogenesis, laboratory and clinical therapeutics. An. Bras. Dermatol.,  Rio de Janeiro ,  v. 92, n. 5, p. 606-620,  Oct.  2017 .   Available from <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0365-05962017000500606&lng=en&nrm=iso>. access on  28  Mar.  2018.  http://dx.doi.org/10.1590/abd1806-4841.2017279.