Lipodistrofia

lipodistrofia

A lipodistrofia é um grupo heterogêneo de síndromes caracterizadas pela perda total ou parcial do tecido adiposo subcutâneo. Ela é muitas vezes acompanhada por distúrbios metabólicos, incluindo a resistência à insulina, a diabetes mellitus, a esteatose hepática, esteato-hepatite e / ou dislipidemia. Essas alterações metabólicas podem ser graves e gerar complicações, como pancreatite aguda, cirrose hepática e doença cardiovascular prematura. Outros acontecimentos possíveis incluem síndrome do ovário policístico (SOP), acantose nigricans e hipertrigliceridemia causando por xantomas eruptivo grave. A principal característica da lipodistrofia é ausência seletiva de tecido adiposo e, portanto, certos níveis de adipocitocinas fundamentalmente da leptina.
A lipodistrofia pode ser classificada com base no padrão ou extensão da perda de gordura (parcial ou generalizada), bem como de acordo com a origem genética ou adquirida. Esta classificação é baseada em quatro subtipos: lipodistrofia generalizada congênita, lipodistrofia generalizada adquirida, lipodistrofia parcial familiar e lipodistrofia parcial adquirida. Apesar do progresso na identificação de mecanismos moleculares e da publicação de critérios diagnósticos, muitos pacientes são diagnosticados tardiamente.

Referências

  • Soutelo, Jimena, Grüneisen, Mariana, Fritz, Clara, Sordo, Laura, Powazniak, Yanina, & Lutfi, Rubén. (2015). Lipodistrofia parcial familiar tipo 1: ¿Un síndrome subdiagnosticado o raro?. Medicina (Buenos Aires)75(1), 41-43.