Líquen Estriado

liquen estriado

O líquen estriado, também chamado dermatose linear liquenóide, consiste no aparecimento de pápulas de coloração eritematoviolácea ou hipopigmentadas, de superfície lisa ou com descamação discreta, que variam de 2 a 4 mm, e que coalescem em disposição linear, formando uma faixa que pode ser descontínua, seguindo as linhas de Blaschko; usualmente não são pruriginosas. É tipicamente unilateral, comprometendo geralmente uma extremidade, sendo incomum a ocorrência no tronco ou na face, como no caso relatado. O seu início é abrupto, porém tem duração autolimitada, com resolução espontânea do quadro em até 12 meses, na maioria das vezes. Eventualmente ocorrem alterações ungueais, como estriações longitudinais, adelgaçamento da lâmina ungueal e onicosquizia. O tratamento mais utilizado é a corticoterapia tópica, e há relatos do uso satisfatório de tacrolimus e pimecrolimus para casos persistentes. A regressão das lesões pode resultar em hipopigmentação residual, especialmente nos indivíduos com fototipo alto.

Referências

  • Fogagnolo L, Barreto JÁ, Soares CT, Marinho FCA, Nassif PW. Líquen estriado no adulto . An Bras Dermatol. 2011;86(1):142-5.