Nevo Epidérmico Verrucoso Linear Inflamatório

nevil

Nevos epidérmicos são hamartomas congênitos originados do ectoderma embrionário e classificados com base no seu principal componente, que pode ser sebáceo, apócrino, écrino, folicular ou queratinocítico. Cerca de 5% dos nevos epidérmicos são representados pelo nevo epidérmico verrucoso inflamatório linear (Nevil).

O Nevil é uma variante do nevo epidérmico verrucoso e se caracteriza por fenômenos inflamatórios recorrentes, conferindo aspecto de dermatite eczematosa crônica ou psoriasiforme. Clinicamente, apresenta pápulas eritematosas e verrucosas com prurido intenso, que apresentam disposição linear seguindo o trajeto das linhas de Blaschko. Embora haja casos descritos de acometimento bilateral, geralmente, é unilateral e localizado em uma extremidade. Curiosamente, a perna esquerda é mais acometida. As crianças são as mais comumente afetadas, sendo que o predomínio é no sexo feminino na proporção de 4:1. A maioria dos casos é esporádica, embora tenham sido descritos casos familiares.

O diagnóstico do Nevil baseia-se na apresentação clínica e histológica. Os critérios clínicos clássicos para o diagnóstico, propostos por Altman e Mehregan em 1971 e posteriormente alterados por Morag e Metzker em 1985, são: idade precoce de início, predominância no sexo feminino, frequente envolvimento do membro inferior esquerdo, prurido, histologia psoriasiforme e refratariedade ao tratamento. Já suas alterações histológicas foram descritas por Dupre e Christol: os sinais específicos incluem alternância de ortoceratose e paraceratose, bem como a presença ou ausência da camada granular, embora não sejam patognomônicos. Outros achados na microscopia mostraram: papilomatose, acantose, infiltração dérmica linfocitária ou até mesmo microabscessos de Munro, porém estes são marcadores inespecíficos.

O diagnóstico diferencial do Nevil deve ser feito com uma variedade de dermatoses, como outros nevos epidérmicos, a psoríase linear e o líquen estriado.

Referências

  • Gon, Airton dos Santos, Minelli, Lorivaldo, & Franzon, Paula Guiomar Ubirajara. (2010). Caso para diagnóstico. Anais Brasileiros de Dermatologia85(5), 729-731.
<< Retornar