Síndrome de Gianotti-Crosti

Gianotti

A Síndrome de Gianotti-Crosti (SGC) é uma doença rara caracterizada por erupção cutânea eritematopapulosa simétrica, localizada nas extremidades, face ou região glútea. As lesões são em geral assintomáticas, de superfície lisa ou crostosa, infracentimétricas, dispersas de forma simétrica pelas regiões malares e face extensora dos membros, podendo algumas vezes apresentar-se pruriginosas. Por vezes há pródromos sugestivos de infecção respiratória alta. O estado geral mantém-se inalterado ou ocorrem sintomas tais como mal-estar, febre, náuseas, vômitos, hepatoesplenomegalia, linfadenopatia e/ou quadro de hepatite anictérica aguda. A doença afeta principalmente crianças entre dois a seis anos de idade, estando, na maioria dos casos, associada a infecções virais, como pelos vírus HBV, HHV-6 e Epstein-Barr. A sua baixa frequência na idade adulta parece dever-se à aquisição de imunidade para estes antígenos na infância. O curso da GCS é benigno e autolimitado e as manifestações desaparecem dentro de duas a oito semanas, sem recorrência.

Referências

  • LIMA, Daniela A.; ROCHA, Daniela M.; MIRANDA, Mario F. R.. Síndrome de Gianotti-Crosti: aspectos clínicos, laboratoriais e perfis sorológicos observados em 10 casos procedentes de Belém-PA (Brasil). An. Bras. Dermatol.,  Rio de Janeiro ,  v. 79, n.6, p. 699-707,  Dec.  2004 .
  • OLIVEIRA, Ana; SANCHES, Madalena; SELORES, Manuela. Caso dermatológico.Nascer e Crescer,  Porto ,  v. 21, n. 1, p. 57-58,    2012.