Sindrome de Sweet

sind sweet

A síndrome de Sweet (SS) é uma dermatose neutrofílica, a qual é caracterizada por quatro manifestações cardinais: febre, leucocitose com predomínio polimorfonuclear, placas elevadas e dolorosas em extremidades, face e pescoço e, histologicamente, um denso infiltrado dérmico com neutrófilos maduros. Sua distribuição é universal e não há predileção racial, podendo aparecer em qualquer idade, mas o pico de incidência costuma ser da quarta a sétima décadas de vida.
Dependendo da sua associação com outras doenças, a SS pode ser dividida em três grupos: clássica ou idiopática, associada a doenças malignas e induzida por drogas.
Clinicamente, a SS apresenta-se de forma aguda acompanhada por febre, mal-estar geral e cefaleia. Na pele, caracteristicamente, surgem múltiplas placas eritematosas e/ou violáceas, bem demarcadas e frequentemente dolorosas. A superfície dessas placas pode adquirir aparência vesicular/transparente devido ao acentuado edema da derme superior. Com a evolução da lesão, pode ocorrer um clareamento central, dando à lesão um padrão anular semelhante ao eritema multiforme.

Referências

  • Wojcik, Adma Silva de Lima, Fátima Satomi Nishimori, and Jesus Rodriguez Santamaría. “Sweet’s syndrome: a study of 23 cases.” Anais brasileiros de dermatologia 86.2 (2011): 265-271.