Síndrome do Choque Tóxico

sindrome do choque tóxico

A síndrome do choque tóxico é causada pela liberação de exotoxinas de cepas toxigênicas da bactéria Staphylococcus aureus e Streptococcus pyogenes em uma pessoa que não possui anticorpos antitoxina.

Está associada a tampões menstruais, no entanto, a condição é relativamente rara, já que a maioria dos adultos desenvolveu anticorpos protetores contra a exotoxina.

As cepas de Staphylococcus aureus, produtoras da toxina do choque tóxico-1 (TSST-1), causam quase todos os casos de síndrome do choque tóxico menstrual. A síndrome do choque tóxico não menstrual é causada por cepas produtoras de TSST-1 ou enterotoxina estafilocócica B ou C.

Quadro clinico – febre, erupção cutânea, pressão arterial baixa, lesão tecidual, choque, exantema, descamação em pés e mãos, comprometimento muscular, hiperemia faríngea e conjuntival, sintomas gastrointestinais e insuficiência renal aguda de rápida progressão.

Referências

  • BERGDOLL, M. S.. (1997). TOXIC SHOCK SYNDROME. Journal of Venomous Animals and Toxins3(1), 6-21. https://dx.doi.org/10.1590/S0104-79301997000100002
  • Pina, Carla, Carvalho, Isabela, Teixeira, Marcília, & Rodrigues, Graça. (2009). Síndrome de Choque Tóxico Estafilocócico. Arquivos de Medicina23(1), 10-12.
<< Retornar